Transferência Internacional de Dinheiro, Informações üteis | Focco Turismo

Transferência Internacional de Dinheiro – Métodos Positivos

Não resta dúvidas que estamos vivendo um certo fluxo migratório oriundo de diversos fatores que vem estimulando o êxodo de brasileiros pelo mundo. Esse fluxo impulsiona gradativamente as movimentações financeiras, exigindo que o brasileiro conheça cada vez mais as peculiaridades envolvidas em uma transferência internacional de dinheiro.

Encontrar as melhores condições de negócio para uma transferência internacional de dinheiro se tornou item fundamental para economizar, afinal, a desvalorização do real exige que estejamos sempre atentos aos pontos essenciais de negociação a fim de obter menos tributos, mais eficiência e agilidade em nossas operações cambiais.

Quais as exigências documentais para realizar uma transferência internacional de dinheiro?

As transferências internacionais possuem, na maioria dos casos, algumas informações técnicas como:

  • Documento de identificação do remetente (quem envia) com CPF;
  • Comprovante de endereço do remetente (quem envia);
  • Comprovante de renda (com declaração do IR atualizada) para valores acima de 15.000 USD;
  • Dados completos da conta do destinatário (quem recebe) com código SWIFT, IBAN, ABA e demais dados da conta bancária assim como a cidade e país da conta do destinatário.

Quais os impostos incidentes nas operações de transferência internacional?

É importante ressaltar que os tributos, taxas e exigências variam de operação para operação, pois existem diferentes tipos de remessas internacionais. Dito isso, é importante compreendermos que os impostos incidentes irão depender da natureza da operação pretendida. Porém, de maneira geral, é possível destacarmos 3 principais impostos sobre transferências internacionais:

  1. Custo de contato de SWIFT ou taxa de transferência: é um valor fixado pelo banco ou corretora por cada operação de remessa;
  2. IOF: o Imposto sobre Operações Financeiras que pode ser de 0,38 a 1,1% sobre a operação, como também pode ser isenta dependendo da remessa;
  3. IR: da mesma maneira como o IOF, a incidência do Imposto de Renda irá depender da finalidade da operação para a correta definição de sua alíquota. Fatores como o país de destino ou origem da operação são importantes para se analisar, já que existem países que evitam a bitributação respeitando tratados internacionais com o Brasil.

Além da análise dos impostos incidentes em sua operação financeira internacional, é imprescindível que a análise do Spread também seja feita para uma negociação justa e qualificada.

O Spread pode ser compreendido como a diferença de valor da cotação comercial e o valor final que a instituição financeira irá oferecer ao cliente final. Por isso, além de toda análise da melhor operação para sua demanda, dos impostos incidentes e documentos necessários, é importante que você tenha por perto instituições sérias, habilitadas e transparentes que possam oferecer um serviço personalizado que se enquadre dentro de suas expectativas.

Quais os pontos primordiais para realizar uma boa transferência internacional?

  1. Toda remessa internacional necessita da análise de 4 pontos essenciais, são eles:Custo: nem sempre as promoções espetaculares realmente representam uma economia significativa. Por vezes é possível notar que o “valor descontado” é depois embutido na taxa de câmbio ou em custos adicionais que encarecem o processo. Por isso, é importante quando se trata de custos, analisar o valor do câmbio turismo (que adiciona uma margem de lucro e custos administrativos), as tarifas cobradas pela comunicação entre bancos de diferentes países (os custos SWIFT) e também os custos que os bancos de destino cobram para receber a quantia de dinheiro desejada.
  2. Segurança: é preciso recolher ao máximo informações sobre a instituição na qual irá fazer sua transferência internacional, certificando-se de que está devidamente regulamentada e autorizada pelo Banco Central do Brasil.
  3. Agilidade: a análise do tempo de envio de uma transferência internacional deve ser feita observando e se informando sobre os prazos de envio declarados pela instituição bancária ou casa de câmbio após a conclusão do processo de documentação, contrato de câmbio e aprovação da remessa.
  4. Pagamento: O pagamento é feito exclusivamente via TED.

Como mandar dinheiro para o exterior: bancos x casas de câmbio

Os bancos, apesar de representarem em um contexto geral uma segurança maior para realizar esse tipo de operação, costumam cobrar tarifas mais caras e demorar mais tempo para realizar a remessa, principalmente por exigirem uma extensa análise de risco de crédito da operação e por não terem a transferência internacional como principal demanda em sua rotina profissional.

Por outro lado, as casas de câmbio costumam oferecer taxas mais baixas e serviços mais personalizados. Entretanto, a análise de segurança deve ser grande, já que nem todas conseguem realmente entregar um serviço de excelência.

Conte com a Focco Turismo para realizar seus pagamentos internacionais

A Focco Turismo investe pesado na capacitação de seus executivos de contas, sempre prontos para te auxiliar na busca pela melhor cotação e pelos processos modernos que garantam menores taxas, menos burocracia, mais eficiência e um atendimento diferenciado.

Nossa equipe é qualificada e experiente nos processos de compra e venda de moedas estrangeiras, na formatação de pacotes de turismo e na realização de diferentes remessas internacionais, tais como:

  • Transferências de patrimônio: transferência de valores ao exterior correspondentes ao patrimônio de pessoas que estejam mudando de país (residência);
  • Disponibilidade no exterior: transferência de recursos de depósito em conta no exterior de titularidade do cliente;
  • Manutenção de residente: transferência financeira a título de manutenção de pessoas físicas no exterior. Público principal: estudantes universitários, adolescentes em intercâmbio e parentes próximos;
  • Serviços de educação: pagamento de taxas escolares, inscrição em cursos, congressos, seminários, despesas cobradas por instituições de ensino (alojamento, alimentação, fornecimento de material didático);
  • Transferências corporativas: transferências empresariais, pagamentos e recebimentos internacionais, importação e exportação, dividendos.

Temos uma equipe executiva de contas treinada no segmento de private banking! Quer fazer sua transferência internacional de dinheiro com segurança, transparência e máxima eficiente? Preencha o formulário abaixo, entre em contato agora mesmo! Venha ver como podemos traçar uma estratégia eficaz para a sua demanda.

Dólar Americano (USD):
Consulte
EURO (EUR):
Consulte
Libra Esterlina (GBP):
Consulte
Dólar Australiano (AUD):
Consulte
Dólar Canadense (CAD):
4.4175
Franco Suiço (CHF):
Consulte
Fale com um consultor agora!